fbpx

Doce Lar – Poesias da Dona Vera

Doce lar

Se preferir de o play no botão abaixo e escute a poesia na voz da autora.

Minha casa é muito simples
Tem portas e tem janelas
Uma casa sem segredos
Pois eu vivo dentro dela.

Minha casa até parece
Uma casa de boneca
Tem criançada brincando
Tem molecada sapeca.

Minha casa não é grande
Mas conforto eu tenho pra dar
Tem quarto para dormir
Quem vier me visitar.

Minha casa tem alegria
Minha casa tem beleza
Quem visita a minha casa
Sempre volta com certeza.

Quem minha casa visitar
Vou receber com carinho
Vou fazer com muito amor
Um gostoso cafezinho.

Quem visita a minha casa
Sai com paz no coração
Amigo é coisa boa!
Deus nos dá, é como irmão.

Lúcia Vera Braga Gusmão

Lúcia Vera Braga Gusmão

“Se eu pudesse mudar algo na minha vida, eu não mudaria nada, eu escolheria viver tudo de novo.”

Lúcia Vera, nasceu em Guiricema (MG), morou em São José (Patrimônio), perto de Jandaia do Sul (Pr); Marumbi (Pr); Rio do Leão (Patrimônio); Serra Molhada (Fazenda); Iretama (Pr) e Terra Boa (Pr), onde se casou com o João, natural de Pedralva (MG), e também onde nasceu sua primeira filha (Maria). Depois morou em Iretama (Pr), por alguns anos, onde nasceu sua segunda filha (Fátima), e o caçula (José) nasceu em Roncador (Pr), mesmo não residindo naquela cidade. Voltou para Terra Boa em 1986, onde vive até hoje, com sua família. Esposa, mãe, sogra e avó de três netos. Vive de forma simples sua luta diária, com muita fé em Deus, e vivendo honestamente.