fbpx

Surpresa – Poesias da Dona Vera

Surpresa

Se preferir de o play no botão abaixo e escute a poesia na voz da autora.

SURPRESA
Senhor me dê licença
Na sua casa vou entrar
Não vim aqui por acaso
Alguém mandou me chamar.

Um menino foi correndo
Só para me dizer
Que o senhor estava aflito
Porque queria me ver.

Mandei o menino voltar
Para falar para o senhor
Que eu ia trocar de roupa
Que esperasse, por favor.

Enquanto a roupa eu trocava
O menino saiu correndo
Cheguei até a pensar
Que tinha alguém morrendo.

Cheguei na casa ofegante
Tremendo de tanto correr
Escutei todos cantando
Parabéns para você!

Lúcia Vera Braga Gusmão

Lúcia Vera Braga Gusmão

“Se eu pudesse mudar algo na minha vida, eu não mudaria nada, eu escolheria viver tudo de novo.”

Lúcia Vera, nasceu em Guiricema (MG), morou em São José (Patrimônio), perto de Jandaia do Sul (Pr); Marumbi (Pr); Rio do Leão (Patrimônio); Serra Molhada (Fazenda); Iretama (Pr) e Terra Boa (Pr), onde se casou com o João, natural de Pedralva (MG), e também onde nasceu sua primeira filha (Maria). Depois morou em Iretama (Pr), por alguns anos, onde nasceu sua segunda filha (Fátima), e o caçula (José) nasceu em Roncador (Pr), mesmo não residindo naquela cidade. Voltou para Terra Boa em 1986, onde vive até hoje, com sua família. Esposa, mãe, sogra e avó de três netos. Vive de forma simples sua luta diária, com muita fé em Deus, e vivendo honestamente.