fbpx

Evento Online e Gratuito DevOps & SRE Speedy II

Evento Online e Gratuito
DevOps & SRE Speedy II Com Certificado!!

Participe do evento que vai apresentar as tendências, desafios e as melhores práticas em DevOps e SRE. Você vai aprender interativamente com speakers que são feras no assunto e ainda pode aproveitar para expandir sua network.

Aprenda mais sobre

DevOps e SRE

DevOps e SRE são práticas interligadas às áreas de Desenvolvimento de Software, Administração de Redes e Sistemas, Qualidade de Software e Segurança da Informação.

Essas técnicas são a continuidade natural do Agile e muitas organizações já implementam projetos com essa finalidade.

É sempre benéfico revisar como você está conduzindo suas operações. Confira 3 práticas em SRE comuns de um time bem-sucedido:

1. Adotar a filosofia KISS

A filosofia KISS (Keep It Simple), criada por Eric Steven Raymond, autor do livro “The Art of Unix Programming”, é uma ótima referência para todos os integrantes de um time de SRE.
composição: projete os programas para serem conectados com outros programas;
silêncio: quando um programa não tem nada de surpreendente a dizer, ele não deve dizer nada;
simplicidade: projete para a simplicidade, adicione complexidade apenas onde é necessário;
robustez: ela é filha da transparência e da simplicidade.

Além da filosofia KISS, há muitas outras escritas por grandes nomes da programação que são condizentes com os objetivos do SRE. Exemplos: as notas para programação na linguagem C, por Rob Pike, e a já mencionada filosofia Unix.

2. Evitar acúmulo de funções

Em uma equipe de SRE, é importante ter a capacidade de lidar com interrupções. Isso ocorre porque, se um sistema não responder, poderá levar a sérios problemas. Interrupções sempre serão um problema com esse tipo de infraestrutura e é por isso que os funcionários precisam trabalhar duro para manter o serviço. A complexa carga operacional de TI, como ocorre no desenvolvimento de software, não é tolerante a interrupções, pois elas geram:

acumulo de problemas;
lentidão de processos;
atraso na solução de problemas;
perda de dinheiro.

Portanto, assim como o engenheiro SRE tem de evitar distrações e se concentrar apenas no plantão da equipe, o próprio deve assegurar que os profissionais mais bem capacitados estão assumindo as funções adequadas. Isso ajuda a reduzir chamadas desnecessárias e falhas operacionais que dão origem a requisições.

3. Realizar testes de software

Colocar uma medida quantitativa na confiabilidade do software é uma das responsabilidades mais importantes para um engenheiro em projetos SRE. Testes nunca devem ser usados para provar que um sistema é confiável; em vez disso, eles podem dizer se há algo errado. Se um sistema não produz os resultados esperados, então não está à altura (portanto, o teste pode servir como uma forma de identificar e resolver problemas rapidamente).

 

 

Saiba mais clicando no botão abaixo e acessando a página oficial do evento! E Sim tem certificado!!!!

Sócio/Proprietário da Let-On! Serviços Digitais / Estudante 3º Semestre em Análise de Sistemas pela Unopar / Pai de 2 filhas maravilhosas e Marido da Jaqueline Donatti!